16/08/2007

30 Anos Sem Elvis

Elvis The Pélvis (apelido pelo qual ficou conhecido pela maneira extravagante e ousada de dançar) o Rei do Rock (muitos, como eu, discordam que ele seja o rei) foi encontrado morto no dia 16 de Agosto de 1977, aos 42 anos, na casa-de-banho da sua suíte, pela namorada Ginger Alden. Devido à fama que detinha as autoridades preferiram não divulgar, de imediato, as reais causas da morte deste ícone, tendo-a atribuído a uma arritmia cardíaca. No entanto, atualmente, pensa-se que o seu coração deva ter colapsado devido a uma overdose. Já os fãs crêem que ele continua vivo, alguns dizem que ele mora com um nome falso na Argentina.

Amado ou odiado, venerado ou ignorado, o “Rei” do Rock and Roll nunca reuniu consenso em seu redor. Construiu amizades e criou inimizades. Viveu uma vida de excessos, na qual obteve alguns fracassos e inúmeros sucessos. Ele foi o primeiro Popstar!

De qualquer forma ele merece homenagens no dia de hoje!
Ai está ele cantando a música Hound Dog:

2 comentários:

Selene disse...

Eu não curto muito o elvis! Ele nunca feznada de novo! Pegou tudo pronto e fez! Só que ele tinha a sorte de ser branco!!! Não foi uma perda muito ruim pro rock n' roll!! até mesmo porque quando ele morreu nem tava mais fazendo rock! Tava cantando o que a gente chamaria no Brasil de "Musica Brega"

Eliane! disse...

Eu concordo contigo em não achar ele o rei do rock. Acho que o rock tem os 'reis' e que se tivéssemos que escolher um, Elvis não seria. Porém, a história da música o elegeu como tal e assim ele ficará. Ano após ano é sempre a mesma coisa. Tanta coisa boa do rock está de aniversário esse ano e não foi feito nada. Espero que lembrem do clássico CD do Guns em dezembro.

As homenagens são sempre as mesmas, os covers são sempre iguais. Não vejo mais novidade. A estética dele se sobrepôs à música e isso não atrai novas gerações de fãs.